sexta-feira, 10 de junho de 2016

ROSA RAMALHO - Ceramista





Rosa Ramalho (São Martinho de Galegos, Barcelos, Portugal, 1888 – 1977).

Ceramista popular portuguesa, natural do concelho de Barcelos, onde faleceu e tinha a sua oficina e forno.

Embora a sua família fosse de barristas, casou com um moleiro, e durante muitos anos ajudou o marido. Quando enviuvou, resolveu, porém, seguir a sua vocação, e começou a dedicar-se ao artesanato de «bonecos de barro». Não fabricava em série e toda a sua produção era automaticamente vendida. São famosos os seus cristos. (…)

Em 1964, apresentou-se na Feira de Artesanato de Cascais, tendo-lhe sido entregue a medalha do Centenário de Cascais. Em 1965, também se apresentou no Mercado de Abril, em Lisboa, no Museu de Arte Popular.

Pode dizer-se que trabalhou até vésperas de desaparecer do mundo físico. Até aí realizou diversas exposições, honrando o artesanato português.



Fonte: Dicionário de Mulheres Célebres                          


******************


Recebeu, em 1968, a Medalha “As Artes ao Serviço da Nação".
Postumamente, foi-lhe atribuído o título de “Dama da Ordem de Sant´Iago de Espada”.
O escritor Mário Cláudio publicou, em 1988, o livro, Rosa, dedicado à artista.

As suas obras encontram-se no “Museu de Olaria” de Barcelos, e em colecções particulares.



Palavras de Rosa Ramalho:
“Há pessoas que pensam que eu ganho muito dinheiro, que estou rica, mas o mais importante é fazer o que se gosta e viver com dignidade.”

Sem comentários:

Enviar um comentário